Jardins com Histórias

Jardins da Madeira. As suas flores, as suas histórias.

sobre “jardins com histórias”

Parque de Santa Catarina


Pela História da ilha da Madeira e em particular da cidade do Funchal, o cosmopolitismo dos seus visitantes foi-se reflectindo também nos seus jardins.

Aqui estão representadas inúmeras espécies botânicas dos quatro cantos do mundo, trazidas através dos séculos por navegadores, entusiastas, emigrantes, imigrantes.

Fazendo jus ao frequente epíteto de cidade-jardim, o Funchal alberga diversos espaços — quintas, jardins, quintais — onde se preserva essa riqueza botânica.

Por isso em 2014 a Câmara Municipal do Funchal e a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal juntam-se para organizar um programa de visitas guiadas a estes espaços de natureza  e cultura. Contando as suas histórias. E as histórias das plantas que aí vivem.

Dessas visitas, ao ritmo de uma por mês, em manhãs de Domingo, deverá resultar uma recolha virtual, reunindo além de informação sobre cada um destes espaços, os contributos dos participantes destas visitas, ou mesmo de quem já passou por lá e deseja partilhar as suas memórias: fotografias, videos, sons, testemunhos escritos, em prosa, em poesia…

A partilha destas experiências com o resto do mundo será feita através deste site que se constituirá como um local privilegiado de visita para quem se interessa por jardins, e de páginas de dinamização e divulgação junto das redes sociais — Facebook, Google+, 500px, Flickr, entre outros.

Assim, quando tanto se fala de crise, de falta de meios, urge cuidar deste património sem preço. Quem conhece, ama. Quem ama, cuida. Pelo que também importa dar a conhecer aos cidadãos que aqui vivem os tesouros que a cidade possui.

Um destino que tanto depende do turismo não pode subsistir apenas com hotéis com vista para o mar e momentos de lazer à beira da piscina. Porque isso pode ser facilmente replicável em qualquer outra parte do mundo, quem sabe em destinos mais acessíveis e/ou eventualmente mais exóticos.

As flores e os jardins são elementos notáveis de diferenciação da ilha e da cidade. Aqui, a festa das flores, na exuberância das suas cores e aromas, pode ser apreciada em qualquer dos doze meses do ano, mesmo quando invernos rigorosos cobrem de neve boa parte da Europa.


Throughout the history of Madeira Island and particularly of Funchal, the cosmopolitanism of its visitors has also left its mark on its gardens.

Here one can find a large number of botanical species from the four corners of the world, brought through the centuries by navigators, enthusiasts, emigrants, immigrants.

Living up to its frequent epithet of “the garden city”, Funchal is home to several places — “quintas”, gardens, backyards — where that botanical wealth is kept.

Hence, this year the Municipality of Funchal and the “Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal” (Association of Friends of the Ecological Park of Funchal), teamed up to organise a program of guided visits to these spaces of nature and culture. Telling their stories. And the stories of the plants that live there.

On those visits, one per month, on Sunday mornings, we aim to gather a virtual collection of information about each one of these spaces and contributions of the participants — and even those that have been there at some other time — who may want to share their memories. With photographs, videos, sounds, written testimonies, in prose or poetry …

These experiences will be shared with the rest of the world through this website which will become an ideal place for those interested in gardens, as well as through social networking sites such as Facebook or Google+.

When there is so much talk about crisis, that resources are scarce, it is essencial to care for this priceless heritage. Those who know, love. Those who love, care. So it is urgent to let its citizens know about the treasures this city has.

A place which depends so much on tourism cannot rely only on good hotels with nice views and pleasant moments by the pool. Because that can be easily replicated elsewhere, perhaps in more affordable and/or more exotic destinations.

Its flowers and gardens are remarkable factors of differentiation of this island and city. Here, the flower festival, the intensity of its colours and scents, can be enjoyed all year round, even when the harsh winters cover most of Europe with snow.

 Jardim do Hospício Princesa D. Amélia

Jardim do Hospício Princesa D. Amélia